Alexandre Barros fala sobre a parceria #PortuguesaRedBull

Fonte: NetLusa

Apesar das movimentações e apelos da torcida, o presidente Alexandre Barros pontuou que ainda não há uma movimentação por parte do clube em relação a uma aproximação com o Red Bull Brasil. Em declaração por telefone, o mandatário luso frisou que a ideia partiu dos adeptos e que a instituição não possui uma posição oficial a respeito do tema.

Continue lendo

Fonte: NetLusa

Mascote do Red Bull manda recado para torcida da Lusa

Fonte: Band

Após a eliminação na Série D, que deixou a Portuguesa sem calendário nacional garantido para o ano que vem, torcedores lançaram uma campanha na internet para que o clube terceirize o futebol. No vídeo, a torcida pede para que o Red Bull – que possui uma equipe na primeira divisão do paulista – faça uma parceria de gestão.

Não dá para saber se a iniciativa vai ter algum resultado ou se será apenas mais uma manifestação de indignação da torcida da Lusa, mas o fato é que o Red Bull tomou conhecimento da ação.

Nesta quarta-feira, o perfil do Red Bull Brasil publicou uma foto do mascote da equipe comendo bolinhos de bacalhau, com guarda-sóis rubro-verdes ao fundo, acompanhada da legenda: “o Toro Loko tá aqui só observando essa zoeira toda”.

A torcida da Portuguesa parece ter entendido o recado, já que a grande maioria dos comentários na foto é a hashtag #PortuguesaRedBull.

No domingo, a Portuguesa perdeu por 1 a 0 para a Desportiva e não se classificou para a próxima fase da Série D. Com isso, a Lusa só retorna à competição no ano que vem se vencer a Copa Federação Paulista, que acontece no segundo semestre.

Imagem postada pelo Red Bull

Fonte: Band

#PortuguesaRedBull – Torcida da Lusa faz campanha para terceirizar futebol

Fonte: Band

A torcida da Portuguesa parece ter encontrado uma solução para fazer o clube ressurgir no cenário nacional. Através das redes sociais, os lusitanos pedem a terceirização do futebol, após mais uma campanha vexatória.

Lusa Red Bull? Torcida apoia a campanha(Foto: Reprodução/Internet)

A empresa já foi ‘definida’ pelos torcedores. Trata-se da Red Bull, que é dona de duas equipes de Fórmula 1 e comanda o futebol de cinco clubes no mundo – um deles o Red Bull Brasil, que disputa o Campeonato Paulista.

Para o jornalista Flavio Gomes, torcedor declarado da Lusa e um dos idealizadores da campanha, o fato de a torcida estar desapegada dos responsáveis pelo futebol atual do clube facilita para a chegada de uma empresa.

O profissional ainda lembrou dois casos distintos da Red Bull. A torcida do FC Red Bull Salzburg, da Áustria, não aceitou a mudança de nome e a chegada da marca de energéticos, ao contrário do RB Leipzig, da Alemanha, onde foi aceito, sem rejeição.

Um ponto defendido pelos lusitanos é a torcida que o clube do Canindé possui, além de história e simpatia, o que a empresa não tem com o Red Bull Brasil, que é considerado apenas um ‘time de empresa’.

“O Red Bull tentou algo no Brasil que não deu certo e nunca dará. Começar um time do zero nunca vai gerar torcida e nem exposição midiática”, disse Diego Reis, responsável pela ideia e que apoia a tese de Gomes.

Grande apoio

A empolgação na internet foi tanta que muitos torcedores da Lusa invadiram a página da empresa austríaca, pedindo a parceria e utilizando a hashtag #portuguesaredbull. Além disso, novos escudos e uniformes tomaram conta das redes sociais.

Os torcedores seguiram os padrões das camisas e dos escudos dos clubes da Red Bull. São três uniformes, cada um de uma cor, e dois distintivos.

Com a derrota para a Desportiva-ES por 1 a 0, no último domingo, a Portuguesa foi eliminada da Série D e fica sem disputar competições nacionais no próximo ano.

Até a camisa já foi produzida pela torcida(Foto: Reprodução/Internet)

Fonte: Band