Eliminação na Série D faz Portuguesa afundar e ficar relegada à Copa Paulista

Fonte: Globo Esporte

O buraco em que a Portuguesa se enfiou parece não ter fundo. Com a derrota por 1 a 0 para a Desportiva Ferroviária, neste domingo, no Espírito Santo, a equipe está fora da Série D, a quarta divisão do Campeonato Brasileiro.

Com mais essa eliminação, até o fim da temporada o clube só tem como compromisso a disputa da Copa Paulista, competição que reúne pequenos do futebol do estado de São Paulo – a Lusa estreia terça-feira, às 20h, contra a Portuguesa Santista. Para voltar a disputar uma competição nacional no ano que vem, a Lusa precisará ser pelo menos vice da Copa Paulista. O campeão escolhe entre Copa do Brasil ou Série D. O vice fica com a competição que sobrar.

A parte mais tenebrosa da história da Portuguesa foi iniciada com a queda da Série A, em 2013, causada pelo Caso Hevérton, quando a escalação irregular do meia-atacante na última rodada fez o clube perder quatro pontos e fechar o campeonato na zona da degola. No ano seguinte, o time caiu da Série B para a Série C. Em 2015, a queda foi da Série A-1 para a A-2 do Paulistão (neste ano, se livrou de nova queda no estadual na última rodada). No ano passado, o rebaixamento foi o mais vexatório: da Série C para a D, a última divisão nacional.

Estar tão longe de enfrentar os principais clubes do Brasil é muito pouco para uma agremiação com a história da Lusa, vice-campeã brasileira em 1996, presente em dezenas e dezenas de temporadas na Série A, dona de três títulos paulistas e campeã da Série B de 2011.

Comentários

Fonte: Globo Esporte